Rui Costa: não há possibilidade de elevar gasto, independentemente da meta

Receba notícias todo dia no seu e-mail.

Assine agora. É grátis.

O ministro-chefe da Casa Civil, Rui Costa, chefiou nesta sexta-feira a reunião do presidente Lula com ministros da área de infraestrutura e afirmou que “não há possibilidade do aumento de gastos públicos”, independentemente de mudança ou não da meta fiscal de déficit zero para 2024. Ele tentou contemporizar as falas do presidente, que pediu aos ministros para serem “gastadores”, e ficar em linha com o discurso do Ministério da Fazenda, que busca “equilíbrio fiscal”. “O total de gasto, investimento mais custeio, [para 2024] está dado. São duas travas que o arcabouço tem. Já está definido lá que 70% da receita dos últimos 12 meses contados do meio do ano. Independentemente do debate da meta, não há nenhuma possibilidade de aumentar gasto público, nem de investimento nem de custeio.” A fala de Costa não considera que, mesmo levando em conta as travas do marco fiscal, para zerar o déficit, como quer a Fazenda, investimentos do governo já previstos no Orçamento teriam de ser cortados. Ele se esquivou de comentara possibilidade de mudança da meta fiscal. “No momento que o governo tiver novidade sobre isso, ele [Fernando Haddad], como ministro da Fazenda, será o primeiro a falar sobre o tema.” (UOL)

PUBLICIDADE

Encontrou algum problema no site? Entre em contato.