Caverna na Espanha revela guerra travada há 5 mil anos

Receba notícias todo dia no seu e-mail.

Assine agora. É grátis.

Guerra, infelizmente, é uma das mais antigas atividades humanas. É o que provam as descobertas de arqueólogos ao analisarem os restos mortais encontrados em San Juan ante Portam Latinam, no País Basco, Espanha. Descoberta em 1985, a sepultura comunal tem cerca de 5 mil anos e abriga 338 ossadas, das quais 153 puderam ter o gênero identificado – 70% eram homens adultos e adolescentes. Dentre eles, 81,7% tinham ferimentos já curados no momento da morte e 97,5% tinham lesões não curadas. A proporção maior de homens e o tipo de ferimentos – causados por flechas, porretes e outros instrumentos – é condizente com o padrão visto em guerras, e a presença tantos de lesões cicatrizadas quando abertas indica que o conflito se estendeu por um longo tempo, mais do que o normal para o período Neolítico. (Folha)

PUBLICIDADE

Encontrou algum problema no site? Entre em contato.