Documento defendendo a decretação do estado de sítio é encontrado na sede do PL

Receba notícias todo dia no seu e-mail.

Assine agora. É grátis.

Aumentando as suspeitas sobre a participação de Jair Bolsonaro (PL) em articulações golpistas, um documento defendendo e anunciando a decretação do estado de sítio e da Garantia da Lei e da Ordem no país foi encontrado pela Polícia Federal nesta quinta-feira dentro da sede do PL em Brasília. Segundo o colunista Valdo Cruz, o texto, que não está assinado, estava na sala de Jair Bolsonaro. O conteúdo parece uma espécie de discurso, sustentando que a ruptura do Estado Democrático de Direito estaria “dentro das quatro linhas da Constituição”, expressão muito usada por Bolsonaro em atos públicos quando presidente. “Afinal, diante de todo o exposto, e para assegurar a necessária restauração do Estado Democrático de Direito no Brasil, jogando de forma incondicional dentro das quatro linhas, com base em disposições expressas da Constituição Federal de 1988, declaro o estado de Sítio e, como ato contínuo, decreto operação de garantia da lei e da ordem”, diz o parágrafo final. (g1)

PUBLICIDADE

Fábio Wajngarten, ex-chefe da Secretaria de Comunicação Social e advogado de Bolsonaro, disse que o documento é “apócrifo” e que o padrão “não condiz com tradicionais e reconhecidas falas e frases” do ex-presidente. “Não tem limite a vontade de tentar trazer o presidente Jair Bolsonaro para um cenário político que ele jamais concordou.” (Estadão)

Encontrou algum problema no site? Entre em contato.