Mulher é presa por suspeita de vender falsas entradas na Sapucaí

Receba notícias todo dia no seu e-mail.

Assine agora. É grátis.

A Polícia Civil do Rio de Janeiro (PCRJ) prendeu uma mulher apontada como vendedora de ingressos falsos do camarote da Sapucaí. Presa por estelionato, Lívia Moura — irmã do ex-jogador Léo Moura — foi denunciada na 19ª DP, da Tijuca. De acordo com os investigadores, cada entrada falsificada custava cerca de R$ 5 mil e, supostamente, dava direito a duas pessoas num camarote, por meio de uma lista em que Lívia dizia que estariam os nomes dos compradores. Ela está presa de forma preventiva. (Folha)

PUBLICIDADE

Encontrou algum problema no site? Entre em contato.