Russia não entrega corpo de Navalny e diz a mãe que ele teve “morte súbita”

Receba notícias todo dia no seu e-mail.

Assine agora. É grátis.

Neste sábado (17/2), a mãe de Alexei Navalny, opositor do presidente russo, Vladimir Putin, foi informada oficialmente que o filho foi acometido pela “síndrome da morte súbita” e que faleceu às 14h17, horário local (6h17, no horário de Brasília), do dia 16 de fevereiro. No comunicado recebido por Lyudmila Navalny, de 69 anos, o governo também informou que o corpo não será entregue à família antes que a investigação seja concluída.

PUBLICIDADE

Navalny ficou inconsciente e morreu na sexta-feira após uma caminhada na colônia penal siberiana “Polar Wolf”, a 1.900 quilômetros de Moscou. Os líderes ocidentais prestaram homenagem a ele e, sem citar provas, acusaram Putin de ser o responsável pela morte. O Kremlin disse que a reação do Ocidente foi inaceitável e “absolutamente raivosa”. Putin não comentou a morte.

Pelo menos 340 pessoas foram presas entre sexta (16/2) e sábado (17/2) em manifestações realizadas na Rússia em memória de Alexei Navalny, opositor do presidente russo, Vladimir Putin. A informação é da ONG de direitos humanos OVD-Info. O número, segundo a ONG, representa a maior onda de prisões em eventos políticos na Rússia desde setembro de 2022, quando mais de 1.300 pessoas foram presas em atos contra uma “mobilização parcial” de reservistas para a campanha militar na Ucrânia. (CNN)

 

Encontrou algum problema no site? Entre em contato.