Senado aprova fim das ‘saidinhas’, mas Lula deve vetar

Receba notícias todo dia no seu e-mail.

Assine agora. É grátis.

O Senado aprovou nesta terça-feira o texto principal do projeto de lei que acaba com as chamadas “saidinhas”, quando presos são libertados temporariamente em datas festivas. Ainda será necessária a votação dos destaques. Embora o texto deva voltar para a Câmara, por ter sido modificado, já é praticamente certo que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) vai vetá-lo, caso aprovado, conta Valdo Cruz. O Planalto, os especialistas em segurança e até o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), avaliam que o projeto prejudica a ressocialização de presos e aumenta a tensão nas penitenciárias. Além disso, números mostram que 95% dos detentos beneficiados com a “saidinha” no Natal de 2023 retornaram para cumprir a pena. A ideia do Executivo e de Pacheco é, após o veto, apresentar um outro projeto tornando mais rígidas as normas do benefício, proibindo, por exemplo, que seja concedido a líderes de facções criminosas. (g1)

PUBLICIDADE

Encontrou algum problema no site? Entre em contato.