Lula e Maduro discutem eleições na Venezuela e deixam Essequibo fora da pauta

Receba notícias todo dia no seu e-mail.

Assine agora. É grátis.

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, disse ao colega brasileiro, Luiz Inácio Lula da Silva, ter articulado um “amplo acordo com partidos de oposição na Assembleia Nacional” para as eleições no segundo semestre e que haverá observadores internacionais para garantir a lisura do processo eleitoral. O encontro entre os dois aconteceu na Cúpula da Comunidade dos Estados Latino-Americanos e Caribenhos (Celac), em Kigstown, em São Vicente e Granadinas. De acordo com o governo brasileiro, os dois não falaram da disputa por Essequibo, região da Guiana reivindicada pela Venezuela. “A região é alvo de um contencioso territorial entre Venezuela e Guiana. O presidente brasileiro já havia expressado na quinta-feira (29) que o tema pode ser debatido posteriormente, em fórum mais apropriado, e que o Brasil sempre estará disponível para contribuir na perspectiva de promoção e manutenção da paz no continente”, informou o Planalto. Maduro disse a jornalistas que a conversa com Lula foi “muito boa” e ajudou a “fortalecer a cooperação”entre os países. Lula ainda se reuniu com Luis Arce, presidente da Bolívia, para discutir a pauta comercial, a produção de fertilizantes e a possibilidade de investimentos da Petrobras na prospecção de gás em território boliviano. (CNN Brasil)

PUBLICIDADE

Encontrou algum problema no site? Entre em contato.