Executivos da OpenAI rebatem Musk, que abriu processo contra a empresa

Receba notícias todo dia no seu e-mail.

Assine agora. É grátis.

A OpenAI se manifestou internamente para desmerecer as afirmações feitas por Elon Musk, cofundador da empresa, de forma judicial. Conforme memorando assinado por executivos do alto escalão da criadora do ChatGPT, as acusações de Musk sobre o ChatGPT ser uma AGI– ou Inteligência Artificial Geral, tecnologia que não se limita a prompts de comando para texto, mas “copia” a mente humana em tarefas de criatividade – são falsas, bem como as afirmações de que a companhia abandonou o objetivo original e abandonou a missão de evoluir a humanidade e de que se tornou apenas uma subsidiária da Microsoft, o que “não reflete nosso trabalho ou missão”, segundo Jason Know, chefe de estratégias. 

PUBLICIDADE

Sam Altman, o CEO da companhia, declarou logo depois que “os ataques continuarão” neste “ano difícil” para a empresa. Outro memorando obtido pelo Axios mostra que diretores da empresa consideram que o dono da Tesla e do X está “ressentido” por não fazer parte dos processos da OpenAI, o que motiva o processo judicial movido por ele contra a companhia e contra Altman. Elon Musk é cofundador da OpenAI, uma empresa criada em parceria com a Microsoft e outras startups de tecnologia. (Axios)

Encontrou algum problema no site? Entre em contato.