Após ouvir Freire Gomes, PF tomará novo depoimento de Cid

Receba notícias todo dia no seu e-mail.

Assine agora. É grátis.

O depoimento-bomba do ex-comandante do Exército Marco Antonio Freire Gomes fez com que a Polícia Federal decidisse ouvir mais uma vez o tenente-coronel Mauro Cid, antigo ajudante de ordens de Jair Bolsonaro. A delação premiada dele serviu como base à investigação que apura um plano de golpe de Estado para manter o ex-presidente no poder. No novo depoimento, marcado para a próxima segunda-feira, os investigadores querem que Cid detalhem informações passadas por Freire Gomes, que afirmou ter sido apresentado pelo próprio Bolsonaro a uma minuta para implementação do golpe. O tenente-coronel também deverá esclarecer mensagens nas quais se refere à possibilidade de adesão do general Estevam Theophilo Gaspar de Oliveira à trama golpista. (g1)

PUBLICIDADE

Encontrou algum problema no site? Entre em contato.