Decisão sobre dividendos da Petrobras foi de Lula, dizem fontes

Receba notícias todo dia no seu e-mail.

Assine agora. É grátis.

A decisão do Conselho de Administração da Petrobras de não pagar dividendos extraordinários teria partido do próprio presidente Lula, disseram duas fontes governamentais à Reuters nesta sexta-feira. O governo quer que a estatal use em investimentos o dinheiro que seria destinado à remuneração extraordinária dos acionistas. “Não é uma questão de prejudicar os acionistas. Não se paga no curto prazo para ter um investimento que vai dar um rendimento melhor no longo prazo”, disse uma das fontes, na condição de anonimato. “O governo herdou uma política de raspar o tacho para pagar dividendos e não investir, para preparar uma privatização”, acrescentou a fonte, lembrando das intenções do governo Jair Bolsonaro de privatizar a Petrobras. A decisão do conselho teria sido tomada em reunião nesta semana com o presidente da estatal, Jean Paul Prates, e o ministro de Minas e Energia, Alexandre Silveira. (UOL)

PUBLICIDADE

Encontrou algum problema no site? Entre em contato.

Se você já é assinante faça o login aqui.

Fake news são um problema

O Meio é a solução.

Edições exclusivas para assinantes

Todo sábado você recebe uma newsletter com artigos apurados cuidadosamente durante a semana. Política, tecnologia, cultura, comportamento, entre outros temas importantes do momento.


R$15

Mensal

R$150

Anual
(economize 2 meses)
Edição de Sábado: 'O identitarismo promove uma sociedade conflituosa e hostil'
Edição de Sábado: Biden e a sombra de 1968
Edição de Sábado: Descriminalizou, e agora?
Edição de Sábado: Em nome delas
Edição de Sábado: Nova era dos extremos

Sala secreta do #MesaDoMeio

Participe via chat dos nossos debates ao vivo.


R$15

Mensal

R$150

Anual
(economize 2 meses)

Outras vantagens!

  • Entrega prioritária – sua newsletter chega nos primeiros minutos da manhã.
  • Descontos nos cursos e na Loja do Meio

R$15

Mensal

R$150

Anual
(economize 2 meses)