China alerta que proibição do TikTok ‘se voltaria contra’ os EUA

Receba notícias todo dia no seu e-mail.

Assine agora. É grátis.

Após o projeto de lei para banir o TikTok avançar no Congresso dos EUA, o Ministério das Relações Exteriores da China acusou o governo americano de tentar acabar com o app, apesar de “nunca ter encontrado evidências” de ameaça à segurança nacional. Nesta quarta-feira, a Câmara dos EUA votará o projeto para proibir o aplicativo chinês no país e obrigar a ByteDance a vender o TikTok dentro de seis meses, rompendo os laços da rede social com a China. Caso aprovado, o projeto seguirá para o Senado. “Este tipo de comportamento intimidador, que não consegue vencer na concorrência leal, perturba a atividade empresarial normal das empresas, prejudica a confiança dos investidores internacionais no ambiente de investimento e prejudica a ordem económica e comercial internacional normal”, afirmou o porta-voz Wang Wenbin. Ele alertou que a proposta “se voltaria contra” os EUA. (BBC)

PUBLICIDADE

Encontrou algum problema no site? Entre em contato.