Lula reúne ministros para discutir como reduzir os preços dos alimentos

Receba notícias todo dia no seu e-mail.

Assine agora. É grátis.

Após a inflação do país subir 0,83% em fevereiro, o presidente Lula se reuniu nesta quinta-feira com ministros para discutir como reduzir os preços dos alimentos. Entre os representantes estavam o ministro da Fazenda, Fernando Haddad, o ministro do Desenvolvimento Agrário, Paulo Teixeira, e o ministro da Agricultura, Carlos Fávaro. Após o encontro, Teixeira e Fávaro atribuíram o aumento a questões climáticas, citando as altas temperaturas no Centro-Oeste e as enchentes no Sul, que afetaram a produção de alimentos. Segundo o IBGE, a alimentação no domicílio teve nova alta forte, de 1,13%, por influência das temperaturas mais elevadas neste início de ano e um maior volume de chuvas, o que prejudica a safra de produtos. O ministro do Desenvolvimento Agrário disse que o governo espera uma redução de preços para o consumidor final nos próximos meses. “Todas as evidências são de que já baixou [o preço], teve uma diminuição de preço ao produtor e terá uma diminuição ainda maior de preços ao produtor, o que determina que esse aumento ocorreu em função de questões climáticas”, afirmou. O governo também deve adotar políticas, por meio do Plano Safra, para incentivar a produção de alimentos. (g1)

PUBLICIDADE

Encontrou algum problema no site? Entre em contato.

Se você já é assinante faça o login aqui.

Fake news são um problema

O Meio é a solução.

Edições exclusivas para assinantes

Todo sábado você recebe uma newsletter com artigos apurados cuidadosamente durante a semana. Política, tecnologia, cultura, comportamento, entre outros temas importantes do momento.


R$15

Mensal

R$150

Anual
(economize 2 meses)
Edição de Sábado: 'O identitarismo promove uma sociedade conflituosa e hostil'
Edição de Sábado: Biden e a sombra de 1968
Edição de Sábado: Descriminalizou, e agora?
Edição de Sábado: Em nome delas
Edição de Sábado: Nova era dos extremos

Sala secreta do #MesaDoMeio

Participe via chat dos nossos debates ao vivo.


R$15

Mensal

R$150

Anual
(economize 2 meses)

Outras vantagens!

  • Entrega prioritária – sua newsletter chega nos primeiros minutos da manhã.
  • Descontos nos cursos e na Loja do Meio

R$15

Mensal

R$150

Anual
(economize 2 meses)