‘Não deixem Bolsonaro na mão’, disse Zambelli, conta ex-chefe da Aeronáutica

Receba notícias todo dia no seu e-mail.

Assine agora. É grátis.

Carlos Batista Júnior, ex-comandante da Aeronáutica, afirmou à Polícia Federal que a deputada Carla Zambelli (PL-SP) pediu sua ajuda para reverter o resultado das eleições de 2022. Em depoimento em fevereiro passado, ele disse que foi abordado pela parlamentar após uma formatura militar em Pirassununga (SP) em dezembro de 2022, um mês após a derrota de Jair Bolsonaro (PL) nas urnas. “Brigadeiro, o senhor não pode deixar o presidente Bolsonaro na mão”, disse Zambelli, segundo o relato do militar, que respondeu: “Deputada, entendi o que a senhora está falando e não admito que a senhora proponha qualquer ilegalidade”. De acordo com Baptista, Zambelli fez o mesmo pedido ao general Paulo Sérgio de Oliveira, então ministro da Defesa. A deputada afirmou não se lembrar da conversa com Baptista. Em nota, sua defesa afirmou que ela jamais pediria algo ilícito e “se, porventura, pediu acolhimento, o fez por causa da derrota nas eleições”. (UOL)

PUBLICIDADE

Encontrou algum problema no site? Entre em contato.