Bolsonaro questiona no STF ‘vazamento’ do indiciamento e pede acesso aos autos

Receba notícias todo dia no seu e-mail.

Assine agora. É grátis.

A defesa do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) acionou o Supremo Tribunal Federal (STF) para esclarecer o “vazamento” do indiciamento dele e de outras 16 pessoas por fraude em cartões de vacinação. Os advogados alegam que tomaram conhecimento do indiciamento pela imprensa, às 8h desta terça-feira, e que, ao se dirigirem ao Setor de Processos Originários Criminais, às 13h30, foram informados que o cartório ainda não havia tomado ciência do despacho, não podendo conceder as cópias solicitadas. Para Fabio Wajngarten, um dos advogados, o indiciamento é uma perseguição política porque todos sabem “a opinião pessoal do presidente Jair Bolsonaro quanto ao tema da vacinação” e “enquanto exercia o cargo de presidente, ele estava completamente dispensado de apresentar qualquer tipo de certificado nas suas viagens”. Segundo a Polícia Federal, os cartões falsos foram emitidos no fim do governo, antes de ele embarcar para os Estados Unidos, em 30 de dezembro de 2022. (CNN Brasil)

PUBLICIDADE

Encontrou algum problema no site? Entre em contato.