Coletiva de Lewandowski incomoda viúva de Mairelle

Receba notícias todo dia no seu e-mail.

Assine agora. É grátis.

Ao saber que o ministro da Justiça, Ricardo Lewandowski, convocara uma coletiva para falar do assassinato de Marielle Franco e Anderson Gomes, Monica Benício acreditou que o mandante da morte de sua esposa seria finalmente revelado. Mas se irritou ao ver que o ministro apenas anunciou a homologação pelo STF da delação do autor do crime, o ex-PM Ronnie Lessa. “Esse pronunciamento do ministro em nada colabora com a esperança, apenas aumenta as especulações e uma disputa de protagonismo público que não honram as duas pessoas assassinadas”, escreveu Monica em redes sociais. Já a ministra da Igualdade Racial, Anielle Franco, irmã de Marielle, defendeu o colega. “O anúncio do ministro Lewandowski a partir do diálogo com o ministro Alexandre de Moraes é uma demonstração ao Brasil de que as instituições de Justiça seguem comprometidas com a resolução do caso”, disse. (Folha)

PUBLICIDADE

Encontrou algum problema no site? Entre em contato.