Morre O.J. Simpson, astro do esporte e do cinema acusado de matar a ex-mulher

Receba notícias todo dia no seu e-mail.

Assine agora. É grátis.

Morreu nos EUA, aos 76 anos, o ex-atleta e ex-ator O.J. Simpson, que viu sua carreira desmoronar ao ser acusado de assassinar a ex-mulher, Nicole Brown, e o namorado dela, Ronald Goldman, em 1994. Ele foi inocentado no julgamento criminal, mas um processo cível reconheceu sua responsabilidade pelas mortes. Simpson ainda era um ídolo no futebol americano quando começou a participar de séries para a TV, como Raízes, e filmes como Inferno na Torre. Após se aposentar da NFL, atuou a franquia Corra Que a Polícia Vem Aí e foi cotado para estrelar O Exterminador do Futuro. Em 1994, estava gravando o piloto de uma série quando foi acusado do assassinato da ex, com a qual tinha um histórico de violência doméstica. Tentou fugir da polícia de carro, e a perseguição, filmada de helicópteros, foi assistida ao vivo por 95 milhões de espectadores. Simpson acabou absolvido, mas teve de pagar uma indenização de US$ 33,5 milhões à família de Goldman. Seus problemas com a lei continuaram. Passou nove anos preso devido a crimes envolvendo um esquema fraudulento em Las Vegas. O.J. Simpson estava com câncer. (Variety)

PUBLICIDADE

Encontrou algum problema no site? Entre em contato.