Biden não é o primeiro presidente americano a cortar armas para Israel

Receba notícias todo dia no seu e-mail.

Assine agora. É grátis.

Para ler com calma. O presidente acabou de ver fotos de civis mortos por bombardeios israelenses, incluindo um bebê que teve um braço arrancado. E ordenou que assessores falassem com o primeiro-ministro israelense e depois o repreendeu severamente. Joe Biden? Não, Ronald Reagan. O ano era 1982 e o campo de batalha era o Líbano, onde os israelenses atacavam combatentes palestinos. Reagan usou várias vezes o poder das armas americanas para influenciar a política de guerra israelense. Enquanto os republicanos criticavam Biden, acusando-o de abandonar um aliado no meio de uma guerra, os apoiadores da decisão do atual presidente apontavam para o precedente Reagan. (New York Times)

PUBLICIDADE

Encontrou algum problema no site? Entre em contato.