Na ata do Fomc, diretores do Fed não descartam alta de juros

Receba notícias todo dia no seu e-mail.

Assine agora. É grátis.

Os diretores do Federal Reserve (Fed, banco central americano) se mostraram mais preocupados com a continuidade do processo de desinflação, indicando que não têm confiança para avançar na redução das taxas de juros, segundo a ata da última reunião do Fomc, o comitê de política monetária, nos dias 30 de abril e 1° de maio. E indicaram inclusive a possibilidade de elevar os juros se necessário. “Os participantes observaram que, embora a inflação tenha diminuído ao longo do ano passado, nos últimos meses não houve progressos adicionais em direção ao objetivo de 2% do Comitê”, diz o texto. “Os dados mensais recentes mostraram aumentos significativos nos componentes da inflação dos preços de bens e serviços”, acrescenta. Segundo o documento, divulgado nesta quarta-feira, “vários participantes” mencionaram que estão dispostos a apertar ainda mais a política monetária, “caso os riscos para a inflação se materializem de forma que tal ação se torne apropriada”. Ao ponderar sobre os riscos e incertezas em torno das perspectivas econômicas, os membros do Fomc decidiram manter o intervalo das taxas de juros entre 5,25% e 5,5% ao ano, maior patamar em 23 anos e em vigor desde julho passado. (CNBC)

PUBLICIDADE

Encontrou algum problema no site? Entre em contato.

Se você já é assinante faça o login aqui.

Fake news são um problema

O Meio é a solução.

Edições exclusivas para assinantes

Todo sábado você recebe uma newsletter com artigos apurados cuidadosamente durante a semana. Política, tecnologia, cultura, comportamento, entre outros temas importantes do momento.


R$15

Mensal

R$150

Anual
(economize 2 meses)
Edição de Sábado: 'O identitarismo promove uma sociedade conflituosa e hostil'
Edição de Sábado: Biden e a sombra de 1968
Edição de Sábado: Descriminalizou, e agora?
Edição de Sábado: Em nome delas
Edição de Sábado: Nova era dos extremos

Sala secreta do #MesaDoMeio

Participe via chat dos nossos debates ao vivo.


R$15

Mensal

R$150

Anual
(economize 2 meses)

Outras vantagens!

  • Entrega prioritária – sua newsletter chega nos primeiros minutos da manhã.
  • Descontos nos cursos e na Loja do Meio

R$15

Mensal

R$150

Anual
(economize 2 meses)