Polícia encontra corpos de supostos matadores de médicos no Rio

Receba notícias todo dia no seu e-mail.

Assine agora. É grátis.

A polícia do Rio encontrou na madrugada de hoje quatro corpos que seriam de traficantes responsáveis pelo assassinato de três médicos em um quiosque da Barra da Tijuca, nas primeiras horas da quinta-feira. Dois deles foram identificados como Ryan Nunes de Almeida e Philip Motta Pereira, o Lesk, que chefiava a “Equipe Sombra”, grupo de matadores de uma das facções do tráfico na cidade. A principal linha de investigação indica que a morte dos médicos, que atuavam em São Paulo e estavam no Rio para um congresso, foi um engano. Segundo os policiais, os traficantes confundiram o ortopedista Perseu Ribeiro Almeida com Taillon de Alcântara Pereira Barbosa, filho do líder de uma das milícias da Zona Oeste carioca. Um telefonema interceptado pela Polícia Civil mostra que, momentos antes do crime, um traficante teria indicado o local onde estaria o alvo do grupo. Outras possibilidades ainda não foram descartadas. A pedido do Ministro da Justiça e Segurança Pública, Flávio Dino, o caso também é apurado pela Polícia Federal, já que uma das vítimas, o médico Diego Ralf Bomfim, é irmão da deputada federal Sâmia Bomfim (PSOL-SP). (g1)

PUBLICIDADE

Encontrou algum problema no site? Entre em contato.