Baterista deixa o Sepultura antes a turnê de despedida

Eloy Casagrande, responsável pelas baquetas do Sepultura (Spotify) desde 2011, surpreendeu os colegas ao anunciar que estava deixando o quarteto de thrash metal na véspera do primeiro ensaio para a turnê de despedida, chamada Celebrating Life Through Death. Casagrande disse apenas que pretendia se dedicar a outros projetos. O baterista americano Greyson Nekrutman foi anunciado como substituto. (Whiplash)

Sonda japonesa ‘acorda’ e envia imagens da Lua

Quando menos se esperava, o módulo lunar japonês SLIM “acordou” no último fim de semana e enviou para a Terra imagens da superfície do satélite antes de ser desligada por motivos de segurança. A SLIM pousou com sucesso na Lua no dia 19 de janeiro, mas, devido a um problema de posicionamento de seus painéis solares, não conseguia gerar energia. No fim do mês, com a mudança no ângulo de incidência dos raios do Sol, a sonda foi religada e, em 31 de janeiro, entrou em hibernação devido à “noite lunar”, quando as temperaturas caem a 133º C negativos. Embora a SLIM não tivesse sido projetada para suportar tais temperaturas, os cientistas conseguiram restabelecer contato neste fim de semana. Como já era dia na Lua, a sonda foi desligada antes de superaquecer, mas a agência espacial japonesa está otimista quanto a novos contatos no futuro. (CNN Brasil)

Revisão da tarifa de Itaipu pode elevar conta de luz em 1,4%

Pode sobrar para o consumidor brasileiro a disputa com o Paraguai pelo preço da energia da usina de Itaipu. Os paraguaios querem aumentar em até 24% o valor da eletricidade gerada pela hidrelétrica binacional, o que elevaria a conta de luz no Brasil em 1,4%. O governo brasileiro, por sua vez, aceita reajustar a tarifa, mas para baixo, um corte de 11,6%, que reduziria as contas de luz em 0,7%. Itaipu responde por 9,8% de toda a energia elétrica produzida no Brasil. (Poder360)

Eventual condenação de Moro pode levar a enxurrada de ações no TSE

Previsto para ser julgado em abril pelo TRE paranaense, o pedido de cassação do senador Sérgio Moro (UB-PR) acendeu um sinal de alerta no TSE, conta Lauro Jardim. PT e PL entraram com ações acusando o antigo juiz da Lava Jato de abuso de poder econômico pelos gastos na chamada “pré-campanha”, anterior ao registro das candidaturas, que não é reconhecida legalmente. Ele se lançou incialmente candidato a presidente, uma disputa com limites maiores de gastos, antes de optar pelo Senado. Integrantes da corte temem que, caso Moro seja cassado, a Justiça Eleitoral seja inundada por ações semelhantes. (Globo)

A Inteligência Artificial não tão inteligente do Google

O Gemini, modelo de Inteligência Artificial do Google, recentemente fez explodir a internet ao gerar imagens retratando tropas da era nazista com pessoas de diversas origens étnicas. No Pedro+Cora de hoje, Pedro Doria e Cora Rónai se aprofundam no caso. Você sabe o que é alinhamento? Assiste que você irá entender tudo que está acontecendo.

Natiruts, ícone do reggae nacional, anuncia turnê de despedida

Após quase 30 anos de atividades, o Natiruts (Spotify), uma das mais importantes atrações do reggae nacional, anunciou seu fim. O vocalista Alexandre Carlo e o baixista Luís Maurício, únicos remanescentes da formação original, informaram que turnê de despedida começará em Brasília, cidade natal da banda, no dia 8 de junho e deve terminar em 7 de dezembro, em Belém (PA). “Pessoalmente, a gente está mais feliz do que triste pelo legado que deixamos na música brasileira”, disse Alexandre Carlo. O Natiruts foi fundado em 1996 com o nome Nativus, trocado após um processo judicial movido pelo grupo gaúcho Os Nativos. Ainda com o nome antigo, lançaram de forma independente, em 1997 seu primeiro álbum, cujo sucesso Presente de um Beija-Flor lhes valeu reconhecimento nacional e um contrato com a EMI. (Rolling Stone)

Aumentos da educação puxam IPCA-15 de fevereiro

O aumento dos preços de produtos e serviços ligados à educação em fevereiro puxou a alta de 0,78% do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15), divulgado nesta terça-feira pelo IBGE. Considerado uma prévia da inflação oficial, o índice acumula 4,49% nos últimos 12 meses. Com os reajustes das mensalidades escolares e de material didático, o grupo educação subiu 5,07% em fevereiro, contribuindo com 0,3 ponto na alta do IPCA-15. Os números, porém, ficaram abaixo da expectativa do mercado financeiro, que antecipava alta de 0,8% no mês e inflação acumulada de 4,5% em 12 meses. (g1)

Portugal afrouxa lei para naturalização e pode beneficiar brasileiros

O governo português aprovou uma mudança da lei de naturalização que pode beneficiar os milhares de brasileiros que vivem no país. Estrangeiros ainda precisam comprovar pelo menos cinco anos de residência no país para pedir a nacionalidade, mas agora podem contar o tempo em que morar lá de forma irregular, caso de turistas ou estudantes que continuam em Portugal para trabalhar. Pela regra anterior, somente o tempo em situação legal era contado. Atualmente, há cerca de 350 mil pedido de regularização pendentes, com os brasileiros formando a maioria. (Folha)

Israel aceitaria parar ataque a Gaza antes do Ramadã, diz Biden

Israel aceitaria interromper por até seis semanas a ofensiva militar na Faixa de Gaza antes do Ramadã, caso se chegue a um acordo para a libertação de reféns ainda em poder do grupo terrorista Hamas, revelou o presidente dos EUA, Joe Biden. Os americanos, juntamente com Catar e Egito, vêm tentando costurar um cessar fogo no Oriente Médio, mas fontes militares israelenses dizem que a declaração de Biden não foi combinada com o governo de Tel Aviv. Mês sagrado para os muçulmanos, o Ramadã começa no dia 10 de março. (AP)

Apesar de investigado, Ramagem segue na Comissão de Inteligência

O deputado Alexandre Ramagem (PL-RJ) está no centro da investigação da Polícia Federal sobre atividades ilegais da Agência Brasileira de Inteligência (Abin) durante o governo Bolsonaro e deve prestar depoimento nesta terça-feira à Polícia Federal. Entretanto, ele continua a integrar a Comissão Mista de Controle de Atividades de Inteligência (CCAI), que tem acesso a informações sigilosas. Mesmo parlamentares governistas reconhecem que não há precedente regimental para afastá-lo do colegiado sem uma decisão judicial, nem clima para recorrer aos tribunais. Ramagem chefiou a Abin e é suspeito de mandar monitorar ilegalmente adversários do governo. (Folha)