Orlando Silva: “PL das Fake News amplia a liberdade de expressão”

A discussão sobre regulamentação das redes sociais ganhou força novamente após os ataques do proprietário do X, Elon Musk, às instituições brasileiras. Relator do PL das Fake News na Câmara, o deputado Orlando Silva (PCdoB-SP) é o convidado da editora Flávia Tavares no Conversas com o Meio desta semana. Ele explica as movimentações por trás da “morte” do projeto, decretada pelo presidente da Casa, Arthur Lira (PP-AL) e comenta as melhorias que uma eventual aprovação do projeto traria para a experiência da sociedade brasileira nas redes sociais, bem como as proteções que o projeto de lei traria à liberdade de expressão, na visão do parlamentar.

Toshiba planeja demitir 5 mil funcionários em nova fase de reestruturação

A Toshiba planeja cortar 5 mil empregos ou cerca de 10% de seu quadro de funcionários no Japão, segundo a mídia japonesa. As principais áreas afetadas serão as administrativas da sede da companhia, em Tóquio. A multinacional que atua no setor de infraestruturas e eletrônica também vai incentivar aposentadorias voluntárias. A decisão visa uma reestruturação nos negócios da Toshiba, com a redução de gastos não essenciais. A companhia tem atualmente 67 mil funcionários. A demissão em massa, se concretizada, seria a maior redução de pessoal desde 2015, ano em que foi revelado um grande escândalo contábil que chegou a inflar o lucro da Toshiba em US$ 1,22 em sete anos. (Nikkei)

‘Mapa de apoios está desfavorável ao Irã e sua visão de futuro’, diz Abbas Milani

O professor Abbas Milani nasceu no Irã. Foi preso pelo regime do xá Reza Pahlevi. Depois, perseguido pelo regime islâmico do aiatolá Khomeini. Buscou abrigo nos Estados Unidos na década de 1980, de onde nunca deixou de lutar por uma democracia em seu país de origem. Chegou a prestar consultoria a George W. Bush e Barack Obama, numa louvável disposição de colaboração bipartidária. Seu conselho sempre foi o mesmo: o Irã deve se reencontrar com um regime democrático, secular, por sua própria conta. Sem interferências externas.

‘Mapa de apoios está desfavorável ao Irã e sua visão de futuro’, diz Abbas Milani

O professor Abbas Milani nasceu no Irã. Foi preso pelo regime do xá Reza Pahlavi. Depois, perseguido pelo regime islâmico do aiatolá Khomeini. Buscou abrigo nos Estados Unidos na década de 1980, de onde nunca deixou de lutar por uma democracia em seu país de origem. Chegou a prestar consultoria a George W. Bush e Barack Obama, numa louvável disposição de colaboração bipartidária. Seu conselho sempre foi o mesmo: o Irã deve se reencontrar com um regime democrático, secular, por sua própria conta. Sem interferências externas.

IBC-Br: “Prévia do PIB” cresce 0,40% em fevereiro, aponta BC

O Índice de Atividade Econômica (IBC-Br), considerado a “prévia do PIB”, cresceu 0,40% em fevereiro, após avanço de 0,60% em janeiro, segundo dados divulgados nesta quarta-feira pelo Banco Central (BC). O indicador ficou em linha das expectativas do mercado. Em relação a fevereiro de 2023, o indicador mostrou alta de 2,59%. Em 12 meses, o avanço foi de 2,34%. O destaque em fevereiro foi o desempenho do varejo, que teve crescimento de 1,0% nas vendas. Com isso, o setor atingiu o maior patamar da série histórica, diante de um cenário mais favorável para o consumo. O cenário pode ser explicado pelo mercado de trabalho aquecido, inflação sob controle e o aumento da massa salarial, que vêm favorecendo a economia brasileira neste início de ano. (Meio e CNN Brasil)

Câmara atropela o governo e apresenta regulamentação da reforma tributária

Pelos planos do Ministério da Fazenda, o ministro Fernando Haddad levaria pessoalmente ao Congresso a regulamentação da reforma tributária ao voltar dos EUA na próxima semana. Porém, grupos de deputados atropelaram o Executivo e apresentaram 13 projetos de lei complementar (PLP) sobre a matéria, que serão consolidados em um único texto a ser protocolado nesta quarta-feira na Comissão de Desenvolvimento Econômico da Câmara. A justificativa é que a espera pela volta de Haddad foi vista como uma manobra para que o Congresso tivesse menos tempo de discutir a proposta do governo. Na prática, a manobra tira do ministério o protagonismo do projeto e ainda coloca numa saia justa o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), que terá de decidir se junta as duas propostas ou descarta uma delas. (Poder360)

Telegram atingirá um bilhão de usuários em um ano, diz fundador

O Telegram deve ultrapassar a marca de 1 bilhão de usuários em 2025, disse o fundador do aplicativo, Pavel Durov. Na semana passada, o Telegram alcançou 900 milhões de usuários ativos mensais. O Brasil é o quinto maior mercado do app. A 1ª posição é ocupada pela Índia, que sozinha tem mais de 100 milhões de usuários. Atualmente, o principal rival do Telegram é o WhatsApp, que possui mais de 2 bilhões de usuários. Em entrevista ao jornalista americano Tucker Carlson, o criador do mensageiro também falou sobre as dificuldades da plataforma, entre elas a pressão dos órgãos de segurança pública e a censura dos concorrentes Apple e do Google. Com sede em Dubai, o Telegram foi fundado em 2013, na Rússia. Diversos países já baniram ou restringiram o aplicativo por temor de que ele estivesse sendo usado por extremistas e para propagar discursos de ódio. (Reuters)

Nestlé é acusada de adicionar açúcar a produtos para crianças em países pobres

Maior produtora mundial de alimentos infantis, a Nestlé está sendo acusada de adicionar açúcar e mel a produtos como leite para crianças e cereais vendidos em países pobres, contrariando recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS). A organização de investigação suíça Public Eye enviou para um laboratório na Bélgica amostras da mistura láctea Nido e do cereal em pó Cerelac (chamado Mucilon no Brasil) vendidos pela Nestlé na Ásia, África e América Latina. Os testes indicaram a presença de mel e açúcar, o que não aparece nos mesmos produtos comercializados nos EUA e na Europa. A OMS combate a adição desses ingredientes como forma de conter a obesidade infantil e a diabetes. A Nestlé respondeu que segue as regulamentações locais quanto aos ingredientes de seus produtos. (Guardian)

Quem semeia vento…

Contra STF, Senado vota por criminalizar posse de drogas

Proposta, que segue agora para a Câmara, vai na contramão da maioria já formada no Supremo para diferenciar usuários de traficantes. Lira prepara pacote de retaliação ao governo após demissão de primo em Alagoas. Estudo mostra que escolas com maioria de alunos negros têm infraestrutura pior. Documentário brasileiro sobre ianomâmis entra em mostra paralela do Festival de Cannes. E a internet no Brasil só chega com boa qualidade a 22% da população.