Governistas preveem derrota na votação da PEC das drogas na Câmara

Os deputados do PT e do PSOL estão pessimistas quanto à possibilidade de derrubar na Câmara a PEC aprovada no Senado criminalizando o porte e a posse de qualquer entorpecente. Além de a maioria no Congresso ser conservadora, há entre os governistas o entendimento de que o Executivo quer dar prioridade à agenda econômica e não pretende gastar energia brigando por pautas de costumes. A bancada bolsonarista e parte do Centrão, por sua vez, vêm pressionando o presidente da Casa, Arthur Lira (PP-AL), a dar celeridade à tramitação da proposta, que tem grande ressonância junto ao eleitorado conservador e pode render dividendos durante a campanha eleitoral. Ainda não a data para a entrada em pauta da PEC. (Folha)

Guerras e guerreiros chegam aos cinemas

Wagner Moura e Kristen Dunst são um repórter e uma fotógrafa cruzando uma América devastada pelo conflito no aclamado Guerra Civil, principal estreia desta quinta-feira nos cinemas. Mas não é só isso. Jorge da Capadócia leva para as telas o mito do popular santo guerreiro, enquanto Abigail mostra que menininhas vestidas de bailarina nem sempre são o que parece. Já o drama nacional Sem Coração mostra a atração entre duas moças numa vila de pescadores em Alagoas. Confira todas as estreias e veja os trailers.

Moraes e Lira têm reunião tensa na Câmara

Encontro aconteceu fora a agenda, em um momento no qual parlamentares elevam o tom de confronto com o STF. Às vésperas de votações de vetos, Lula libera R$ 2,4 bilhões em emendas, principalmente para aliados. Governo paulista troca professores por IA na elaboração de aulas online. Empresa ligada à Hyundai apresenta androide que vai ser usado em fábricas. E confira as estreias de hoje nos cinemas.

Após escalada de tensão entre Poderes, Moraes encontra Lira e Pacheco

Em meio à crescente tensão entre o Supremo Tribunal Federal (STF) e o Congresso, o ministro da Corte Alexandre de Moraes, que também preside o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), reuniu-se ontem com o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL). Mais cedo, ainda esteve no Senado, juntamente com o presidente da Casa, Rodrigo Pacheco (PSD-MG). Os encontros ocorreram um dia depois de os senadores aprovarem a PEC das Drogas.

Marina Silva é uma das 100 pessoas mais influentes de 2024 da revista ‘Time’

A ministra do Meio Ambiente e Mudança do Clima, Marina Silva, é a única brasileira na lista das 100 pessoas mais influentes de 2024 da revista Time divulgada nesta quarta-feira. Ela é um dos destaques da categoria “líderes”, junto com outras personalidades, como o presidente argentino Javier Milei e a ativista iraniana Narges Mohammadi. De acordo com Christiana Figueres, ex-secretária-executiva da Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre Mudança do Clima, que assina o texto da publicação, Marina se destacou pelo papel no combate ao desmatamento ilegal na Amazônia, “uma missão que tem estado no centro da sua vida política e ativista”. (g1)

Grindr quer promover ‘bairros gays’ digitais para interação com segurança

Principal aplicativo de relacionamento LGBTQIA+, o Grindr quer ajudar a criar “bairros gays” em sua plataforma, com espaços para que as pessoas possam interagir com segurança. A novidade foi apresentada no Web Summit Rio 2024, um dos maiores eventos de tecnologia do mundo, como parte das comemorações dos 15 anos do aplicativo. Outra função prevista para ser lançada globalmente no terceiro trimestre é o Roam, que vai permitir ao usuário exibir seu perfil em outros países antes mesmo da viagem. Segundo o presidente-executivo do Grindr, George Arison, a ideia é fazer com que os usuários criem um “senso de conexão”. (g1)

ByteDance tem 24 horas para explicar nova função do TikTok Lite na UE

A ByteDance recebeu um pedido de informação da União Europeia, como parte da Lei de Serviços Digitais (DSA), sobre o lançamento do TikTok Lite na França e na Espanha, que permite aos usuários maiores de 18 anos ganharem pontos por atividades no aplicativo, como curtir vídeos, que podem ser trocados por cartões-presente ou “moedas”. A Comissão Europeia quer avaliar quanto ao risco do novo programa da rede social “estimular o comportamento viciante” entre os usuários. O TikTok tem 24 horas para fornecer à UE a avaliação de risco do TikTok Lite e até 26 de abril para fornecer outros esclarecimentos solicitados. A companhia disse que já está em contato com a Comissão e irá responder aos pedidos do bloco. (TechCrunch)

Senado aprova isenção de Imposto de Renda até dois salários mínimos

O Senado aprovou, nesta quarta-feira, em votação simbólica, o projeto de lei que amplia a faixa de isenção do Imposto de Renda para dois salários mínimos. Como não houve alterações em relação ao que foi aprovado na Câmara, o texto segue para a sanção presidencial. O PL estipula que o teto da faixa de isenção seja de R$ 2.259,20 — em vigor desde fevereiro graças à Medida Provisória 1.206/2024. O governo, no entanto, dará um desconto simplificado de 25% em relação à próxima alíquota a ser paga na tabela do IR, o que representa R$ 564,80 a mais na faixa de isenção. Assim, fica isento de pagar IR quem ganha até R$ 2.824, equivalente a dois salários mínimos. A oposição criticou o PL argumentando que o presidente Lula prometeu, durante a campanha eleitoral, que a isenção valeria para quem ganha até R$ 5 mil. A promessa, porém, é de aplicar tal mudanças até o fim do mandato. (Poder360)

Ibovespa cai 0,17%, e dólar recua 0,50%

A Bolsa brasileira recuou pela sexta vez seguida, fechando nesta quarta-feira em queda de 0,17%, aos 123.171 pontos, uma perda de 217 pontos. Em Wall Street, o Dow Jones encerrou a sessão com desvalorização de 0,12%, S&P 500 caiu 0,58% e o Nasdaq perdeu 1,15%. O dólar comercial, por sua vez, respirou, com queda de 0,50%, a R$ 5,24, interrompendo cinco altas consecutivas. (InfoMoney)

Netflix divulga primeiro teaser da série ‘Cem Anos de Solidão’

A Netflix divulgou nesta quarta-feira o primeiro teaser de Cem Anos de Solidão, série adaptada do livro homônimo de Gabriel García Márquez, vencedor do Prêmio Nobel de literatura. A prévia foi liberada no dia em que se completam dez anos da morte do escritor e jornalista colombiano. Filmada totalmente em espanhol e na Colômbia, a série tem direção de Laura Mora Ortega e Alex García López e produção executiva dos filhos de García Márquez, Rodrigo García e Gonzalo García Barcha. A produção deve ser lançada este ano, mas a plataforma ainda não informou a data de estreia. (CNN Brasil e Omelete)